O Universo Auto Consciente – Como a consciência cria o mundo material

O Universo Auto Consciente – Como a consciência cria o mundo materialO Universo Auto Consciente – Como a consciência cria o mundo material
Título Original: The self-aware universe
Autores: Amit Goswami, com a colaboração de Richard E. Reed e Maggie Goswami
Tradução: Ruy Jungmann
Editora: Aleph
Ano: 2008
368 páginas

Sinopse: O realismo materialista é a forma dominante do pensamento científico. Nesta forma de ver o mundo, tudo é matéria (ou energia), regida por leis físico-químicas. Neste contexto a consciência humana é um mero resultado da interação destas forças, sujeita ao determinismo mecânico, um fenômeno secundário, que pode ser explicado pelas leis de Newton e Einstein (Física Clássica). Entretanto, com o advento da física quântica, a leis da Física Clássica se tornaram insuficientes para explicar o mundo das partículas subatômicas. Para contornar este problema, Amit Goswami, físico hindu radicado nos EUA, sugere a utilização da filosofia do idealismo monista.

Amit Goswani é um físico respeitado e tem como base cultural a Índia com suas tradições místicas. Ainda que o seu treinamento científico o tenha feito se afastar do pensamento mítico em que foi educado, ele percebeu que a física quântica se aproximava muito de alguns aspectos das filosofias orientais. Um dos parâmetros destas filosofias é que o mundo visível, onde ocorrem os fenômenos físicos, ou seja, o mundo em que vivemos, é uma ilusão.

Tudo o que vemos é o resultado do pensamento de alguma entidade transcendente. Em vez de dizer como um físico clássico que tudo é ou matéria ou energia, um filósofo oriental diria que tudo é pensamento.

No Ocidente, Platão foi quem esteve mais próximo deste caminho. Segundo ele, o mundo imperfeito em que vivemos é apenas um reflexo de um mundo perfeito a que ele deu o nome de Mundo das Ideias.

Mesmo para as pessoas com um pensamento religioso ocidental, que separa a espiritualidade da matéria, é difícil aceitar que vivemos num mundo só de pensamentos.

Todavia quando nos aprofundamos na física das partículas e subpartículas do átomo nos deparamos com o seguinte paradoxo: o fenômeno observado tem um comportamento influenciado pelo observador. Por exemplo, se fizermos um experimento para provar que a luz é uma onda, ela se comportará como tal. Se, por outro lado, quisermos provar que ela é uma partícula, ela se comportará como tal. E essa dualidade é que permite que vejamos! A luz chega em nosso olhos como onda, pois obedece as leis a ótica clássica, principalmente na íris e cristalino. Mas percebemos porque ela é partícula, já que os receptores na retina detetam partículas.

Para explicar isso e colocar seu ponto de vista, Amit Goswami divide seu livro em quatro partes.

As duas primeiras partes focam na Física em si e trabalha com alguns conceitos que podem parecer um pouco difíceis, porém não ultrapassa o nível de conhecimentos de um estudante de segundo grau. Uma leitura atenta é suficiente para acompanhar o pensamento do autor.

A duas seguintes abordam problemas filosóficos e psicológicos

Na primeira parte A Integração entre Ciência e Espiritualidade, discute os modelos trazidos pela Física Clássica e seu choque com a Física Moderna ou Quântica, o que põe em cheque o Realismo Materialista e expõe o que viria a ser o Idealismo Monista.

Na segunda parte, O Idealismo e a Solução dos Paradoxos Quânticos, o autor mostra uma série de paradoxos levantados pela Física Quântica que não podem ser resolvido à luz da Física Clássica sem um considerável (e duvidoso) malabarismo conceitual, mas que poderiam ser resolvido ao se adotar uma visão do Idealismo Monista. Segundo ele, esta visão é no mínimo um excelente modelo teórico.

Na terceira parte, Referência ao Self: Como o Uno torna-se Muitos, Amit Goswami entre em considerações a pseudo dualidade corpo-mente, a individualidade de nós enquanto seres pensantes, o livre arbítrio e as psicologias.

Na quarta e última parte, O Reencantamento do ser Humano o autor discute uma aplicabilidade dos conceitos do Idealismo Monista na filosofia, na nossa busca individual de evolução pessoal e na Ética.

O Universo Auto Consciente – Como a consciência cria o mundo material é leitura obrigatória para os Terapeutas que empregam alguma forma de cura quântica ou mesmo para quem quer olhar para velhas questões de um novo ângulo.

, , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Desenvolvido por WordPress. Desenhado por Woo Themes