Ceia de Ano Novo Astrológica

Normalmente, a cada mudança de ano, todos os oraculistas gostam de fazer predições como vai ser o ano seguinte. Eu não sou diferente e já fiz isso usando ou o Tarot ou a Astrologia. Porém, o que ocorre é uma série de previsões catastróficas, não muito diferente das que fará o cidadão comum que lê jornais, acabando por ser um reflexo de seus medos.

Prever desgraças está no DNA do ser humano, já que do fundo da caverna precisamos ter uma intuição muito aguçada para saber se podíamos sair sem sermos comidos por um tigre de dentes de sabre. Neste contexto, a máxima do jornalismo faz sentido: notícia boa não vende jornais.

Eu sempre penso que as influências astrológicas são como uma praia onde podemos brincar na areia, tomar sol, nadar e que os astrólogos e outros videntes avisam quando o mar não está seguro, ou que o índice de raios ultravioletas está alto.

Assim sendo resolvi brincar. Sol, areia, água, mas sem descuidar do filtro solar.

Use filtro solar

Esse mote ficou famoso nos anos 90 num vídeo onde um homem dava vários conselhos e disse que o único cientificamente provado era “Use filtro solar”.

E se existisse por exemplo, um filtro mercurial contra Mercúrio retrógrado ou um filtro saturnino contra a foice de Saturno?

Uma das coisas que aprendi com a astrologia é não julgar nenhuma pessoa e, mais ainda, não julgar os astros. Eles nem sabem que você vai acordar de mal humor por estarem mal aspectados.

A invenção destes filtros seria uma benção e fica a dica para os alquimistas de plantão criarem algo neste sentido.

Há uma outra ação possível: aproveitar a ceia de ano novo.

Há várias tradições da virada do ano, como comer lentilhas, usar roupa branca, desejar um bom ano e até fazer resoluções (que, provavelmente, não serão cumpridas).

Que tal ampliar um pouco essa ideia?

Um dos jeitos é aproveitar a montagem da mesa da ceia de fim de ano para canalizar energia positivas de acordo com o que nos promete o ano seguinte.

Eu fiz um mapa dos céus na virada de ano em Lisboa, já que passarei o ano nesta cidade e que está no meridiano de Greenwich, ou seja, em zero graus. A rigor, para um mapa deste tipo poderia ser calculado em qualquer cidade do mundo, já que não vamos considerar as casas e as mudanças que ocorrem ao escolhermos as cidades são mínimas.

Ano 2018

Mapa do Ingresso do Ano Novo em 2018 (Lisboa)

 

A Magia do Ano Novo

O que irei criar, com ajuda de Filomena Piriquito ─ da Moods ─  é uma mesa decorativa para ficar num ponto de destaque onde correrá a ceia do ano novo, trazendo elementos que lembrem as características que desejamos atrair para 2018.

Alvaro Domingues e Filomena Piriquito preparando a ceia de Ano Novo

A primeira delas é o regente do Ano, que será Júpiter, o que já é uma benção após 2017 ter sido regido pelo sisudo Saturno. O interessante é que na cultura popular, o ano velho que se despede é um velho, às vezes carregando uma ampulheta, outras uma foice. É a imagem de Chronos – nome grego de Saturno – simbolizando a passagem do tempo.

Júpiter (Zeus na mitologia Grega) é o administrador da Justiça, dando bençãos e punindo rigorosamente quando necessário. Também é o portador da alegria e da juventude (palavra que se originou de Jove, um dos nomes de Júpiter). Astrologicamente pode ser visto como o nosso “rei interior” que nos dá força nos projetos pessoais. Saturno cobrou seus sonhos não realizados em 2017. Júpiter vai lhe dar as facilidades para realizá-los.

No mapa de ingresso no ano Novo, Júpiter está em Escorpião e conjunto com Marte. Júpiter nos empurra e Marte empurra Júpiter.

A cor de Júpiter é a cor da realeza e poderíamos associá-lo à cor púrpura. Essa cor é uma mistura equilibrada das luzes Azul e Vermelho, conhecida também como magenta.

A púrpura é a cor da nobreza, pois era um corante caro e só acessível a quem tinha muito dinheiro. Seria bom ter algum elemento decorativo nesta cor. Uma das formas também de representá-la e por meio das uvas escuras ou vinho tinto.

Também devem ter objetos que lembrem o poder. Seria o poder arquetípico dos reis mitológicos. Organizador e civilizador. Lembrando sempre que é um arquétipo que está dentro de nós e não algo externo. Pode ser, por exemplo uma coroa e algo que lembre um cetro.

Júpiter também é associado à prosperidade, pois a cornucópia – símbolo da fartura – é o chifre da cabra que o amamentou. Uma cornucópia no centro da mesa, com frutas frescas e algumas moedas. E as frutas de um modo geral são associadas ao planeta Júpiter. Uma das frutas poderia ser a um ou vários cachos de uvas, que tem uma cor próxima à purpura.

A Cornucópia representa a prosperidade

A Grande Aventura

Marte traz a energia da ação e está associado à cor vermelha e ao guerreiro. O espírito de luta estará fortalecido e em conjunção com Júpiter a aventura de dar o tom. Quem tem o espírito aventureiro vai se sentir em casa e quem não tem, vai se sentir compelido a fazer algumas coisas que nunca fez. Tudo isso pode ser simbolizado pelo vermelho sangue (curiosamente a cor moderna do Papai Noel).

Não podemos esquecer de que ambos estão sobre o signo de Escorpião. Isso causa alguns arrepios em quem não é deste signo e risos sarcásticos em quem é. Marte era regente de Escorpião (atualmente é Plutão) sendo esta uma posição que lhe é confortável.

Escorpião é o signo do desejo e da transformação e acolhe Júpiter e Marte. Representa o ataque certeiro e fatal, como a ferroada de um escorpião. Se isso for contra nós parece terrível, mas e se transmutarmos isso ao nosso favor? Essa energia que estamos recebendo deve ser canalizada para um foco bem definido. Isso lembra o herói mítico que parte em busca de sua demanda, sem nada que o possa deter. É Percival na demanda do Santo Graal. Símbolos? A Espada e o Cálice. Um cálice especial que se destaque na decoração.

Um Cálice no meio da mesa representa a demanda do Cavaleiro. Vê-se também a cornucópia com frutas e o Bolo Rei* com uma coroa dourada, associados a Júpiter e ao Sol. As carnes vermelhas também estão associadas a Marte.

E se dessemos este enfoque para, pelo menos, uma de nossas decisões de Ano Novo?

Marte está associado com as carnes vermelhas, os frutos vermelhos (amora, morango) e pratos com pimenta.

E o feminino?

Parece que esta mesa está muito masculina. Vamos olhar a Lua, Vênus e Lilith.

A Lua está em Gêmeos signo das comunicações, em oposição a Mercúrio, o planeta das comunicações, em Sagitário. O típico conflito entre mente e coração. Que lado você quer fortalecer?

Eu acho conveniente buscar o equilíbrio. Pelo que vimos até aqui, estamos favorecendo o herói que vai em busca de seu objetivo a qualquer preço. Se fortalecermos Mercúrio neste esquema podemos transformá-lo num cavaleiro frio e calculista, cuja única coisa que importa é seu objetivo. Protótipo do empresário que quer construir um império, não importa se esteja poluindo o ar, explorando seus empregados ou destruindo concorrente usando de prática pouco éticas.

Cavaleiro Andante

Um objetivo determinado. Porém o Cavaleiro está demasiado obcecado por ele.

Por sorte (pelo menos em relação a este contexto) Mercúrio está em exílio. A Lua vai “tomar conta de suas funções” no signo de Gêmeos.

Vamos dar uma olhadinha na Lua então, que é capaz de amolecer o coração do nosso herói. Na mitologia medieval é a donzela em apuros que tira o herói momentaneamente do caminho, mas depois é capaz de dar-lhe forças ou motivação no momento crucial. Junguianamente falando, é o resgate da Ânima. Na realidade, este é o caminho para o qual devemos olhar, um caminho a seguir e talvez essa seja a demanda de nosso cavaleiro: o resgate de sua Ânima. E, para o planeta todo, o resgate do feminino.

A cor da Lua é o prateado. A decoração pode privilegiar a própria representação da Lua, com algo que a lembre. Os espumantes têm uma forte associação simbólica com a prata e, portanto com a Lua.

Os espumantes, a cor prata e o cálice estão associados à Lua. As nozes, avelãs e outros frutos de sementes estão associados a Mercúrio. A cor verde está associada à Vênus. O bolo rainha com uma coroa prateada está associado à Lua.*

Mercúrio, todavia também deve ser acolhido. A razão deve ser temperada pela emoção. Mercúrio é simbolizado pelos frutos de casca dura, como as nozes e avelãs, normalmente consumidos nas festas de fim de ano. Colocá-los em vasilhas prateadas ou em forma de coração vai transformá-lo em aliado.

Vênus, Lilith e o Sol estão em conjunção sobre o Signo de Capricórnio.

O que vou falar aqui está relacionado com uma visão positiva de Lilith, tanto do mito como no elemento astrológico e provavelmente não vai corresponder ao que normalmente se fala dela, que eu acho viesado por conceitos machistas.

Vênus rege o amor de um casal e Lilith representa o desejo. Pelo visto este ano vai ser muito quente, inclusive com o Sol junto com estas duas dando uma grande força.

Lilith representa a insubmissão feminina o que talvez tenha incomodado a sociedade patriarcal. Ela também é associada aos nossos desejos ocultos. Há uma tendência a levar esta interpretação para o lado da sexualidade, pois esse campo é onde mais escondemos nossos desejos.

Estar oculto não significa ser ruim ou perverso. Basta nos lembrarmos de que “de perto ninguém é normal”. E pode não ter a ver com sexualidade. Por exemplo, um rapaz vindo de uma família de médicos estuda medicina, mas apesar de ser um aluno brilhante, alimenta o desejo secreto de ser ator e nunca disse isso com medo de magoar o pai. Essa é sua Lilith.

Num ano que vem a seguir de um forte puxão de orelha saturnino pelo que deixamos de fazer e entra logo de cara com uma energia realizadora, Lilith parece ser fundamental.

A cor de Lilith é vermelho escuro. Ela é muito bem representada também pela maçã vermelha, fruto associado à tentação. Pode ser colocada na Cornucópia junto com outras frutas.

Vênus rege a paixão e sua conjunção com Lilith e com o Sol exacerba este lado. O Amor está no ar!

Vênus está em Capricórnio o que indica uma alta possibilidade de um amor duradouro. Fortalecer a energia de Vênus é dar um empurrãozinho nesta possibilidade.

A Cor de Vênus é o verde. Normalmente as cores das guirlandas e alguns outros símbolos natalinos são vermelho e verde. O tom de veremelho escolhido vai dar ênfase ou a Marte (que junto com Vênus representa um casal apaixonado) ou a Lilith (colocando juntos dois aspectos da paixão). Ou talvez uma mescla de tons de vermelho.

Vênus está associada aos alimentos, saborosos, belos e de preparo sofisticado. Se um destes pratos estiver presentes na ceia, Vênus estará representada.

Paixão 2018

Vênus, Lilith e Sol indicam paixão duradoura em 2018

O Sol

O Sol é quem marca o início do Ano Novo, dez dias mais ou menos depois do solstício de Verão (Hemisfério Sul) ou Inverno (Hemisfério Norte), e no Signo de Capricórnio.

Já vimos que ele está em conjunção com Virgem e Lilith, reforçando a sensualidade.

Sua energia tem que ser muito bem-vinda. Ele representa o Grande Rei, com uma visão mais abrangente que Júpiter. Cetros e coroas também se relacionam com o Sol.

Sua cor é o dourado e deve estar presente em muitos pontos da decoração. Algumas guirlandas são trabalhadas também com fios dourados.

Os alimentos de cor amarela carregam energia do Sol, como as laranjas, doces com ovos (quindim, fios de ovos, pastéis de nata) e também as carnes assadas.

Urano, Netuno e Plutão

Estes são os Planetas Geracionais, assim chamados por terem órbitas longas e astrologicamente afetarem toda uma geração de indivíduos (às vezes mais de uma). Seus efeitos extrapolam um ano, porém devem ser considerados numa previsão anual por causa dos aspectos que os outros astros fazem com eles.

Suas energias são transformadoras. Urano e Plutão mexem com as estruturas globais: econômicas, de poder, sociais e culturais. Netuno mexe coma psique de toda humanidade, é o regente do Inconsciente.

Urano está em Aries, mais um para nos chamar para inciativa, dizendo; “olhe para o mundo e faça alguma coisa!” No nível individual podemos pensar em velhas estruturas de crenças que nos impedem de progredir que precisam ser derrubadas.

Urano é multicor, como aqueles tecidos que mudam de cor conforme o ângulo que olhamos, representado a constante mutabilidade. Objetos bem coloridos estão reacionados com Urano. Alimentos exóticos, que misturam doce e salgado são uranianos.

Netuno é o planeta do misticismo, da magia, dos sonhos e das ilusões e está em Peixes, seu domicílio. O Inconsciente, com toda sua criatividade está fortalecido. Isso pode ser representado coisas que representem as artes: literatura, pintura, música, poesia.

Netuno, o Misticismo e a Magia

Sua cor é iridescente, como uma estrela que emite raios brilhantes. Poderemos representá-los por meio das luzes natalinas, sobretudo em forma de estrelas.

Plutão é o grande Transformador. A nível individual, representa o Inconsciente mais profundo, indo além do que rege Netuno. O que o que virá do Inconsciente profundo será transformador e positivo.

Plutão em seu aspecto positivo transformador pode ser representado por uma romã aberta.

Inconsciente profundo

A romã simboliza o inconsciente profundo

Saturno

Como já falamos, Saturno está associado à passagem do tempo e ao final do ano e, este ano em particular, está passando o cetro para Júpiter. A intenção é agradecer-lhe o ano que se finda.

Saturno pode ser representado pela cor roxa ou cinza. Um dos objetos que o representa é uma ampulheta. Ele também está associado à colheita e pode ser representado por ramos secos de trigo, por exemplo.

Conclusão

Há dois personagens principais que podemos associar a esta passagem de ano: o cavaleiro andante de bom coração com um propósito firme e determinado. Pode ser, por exemplo Galahad. E a mulher forte, sedutora e determinada, como Morgana ou Atenas.

Essas são as características arquetípicas que podem ser acionadas durante o processo de montagem e de participação da ceia.

São simbólicas e não absolutas. Não significa que comendo os frutos ou montando ou apreciando a decoração automaticamente se sentirão mais determinados ou realizarão mais coisas este ano que entra. Todavia, por experiência própria (montei mesas semelhantes com minha família em várias passagens de ano), o simples fato de envolver todos os participantes da ceia no processo de feitura e no momento de brindar o ano novo faz com que a sensação de um bom ano se prolongue por muito tempo.

*Nota: O bolo rei e o bolo rainha são tradicionais nas Festas de Fim de Ano em Portugal. O bolo rei tem uma massa semelhante a do pão, doce, com frutas cristalizadas em pedaços grandes. O Bolo Rainha é a mesma massa, com nozes, avelãs e amêndoas. No Brasil costumamos consumir panetones. Embora sejam fabricados também aqui em Portugal, não tem a mesma popularidade que no Brasil. Usamos os bolos para representar o Sol, a Lua e também Vênus, pois há uma boa quantidade de frutas de cor verde presente no bolo rei. O Sol e a Lua já foram representados na mesa por outros símbolos e alimentos. Vênus pode ser representada por maçãs verde, por exemplo.

 

 

 

, , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Desenvolvido por WordPress. Desenhado por Woo Themes